Google+ Badge

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

MARATONA DE AMOR

MARATONA DE AMOR

Tua boca insaciável
Suga minh’alma
Semente de vida
Que te entrego por amor

E tu que por toda vida
Te reprimiste com pudor
Acabaste te entregando
A esta doce lascívia

Foi uma corrida contra o tempo
Despudorados vivemos
Sem pecado, sem culpas
Uma entrega total

Contra tudo e todos
Libertamo-nos feito rio
Que se atira em cachoeiras
Indo em direção ao mar...

Mário Feijó

24.11.14
Postar um comentário