Google+ Badge

terça-feira, 15 de julho de 2014

PEDAÇOS DE POEMAS



PEDAÇOS DE POEMAS

Quisera ser um crustáceo
Que de tempos em tempos
Muda sua casca para crescer
E para sobreviver

É o que fazem os camarões
É o que fazem os répteis
Como as cobras, as tartarugas,
E também os jacarés                                                                 

Quisera ser um camaleão
Que se mimetiza na natureza
Mudando de cor, para se defender
Para não ser caçado

Quisera eu ser um lagarto
Para deixar partes minhas mundo afora
E que estas partes não fossem dores
Mas os poemas que escrevo...

Mário Feijó
15.07.14
Postar um comentário