Google+ Badge

segunda-feira, 1 de abril de 2013

SOU TEU



SOU TEU

Eu me desconheço
Quando estás na minha vida
No momento em que deitas na minha cama
Como se fosse um barco naufragando

Então eu te reconheço nos redemoinhos
Que fazes na minha pele
E quando por inteiro
Tu te afundas no meu corpo...

Mesmo assim eu me desconheço
Nas noites em que me escondo
Como se fosse um gato pardo
– À noite todos os gatos são iguais –

Nos dias eu me exponho
E descubro o teu corpo
Nas sensações do meu
E nas noites em que nos perdemos...

Mário Feijó
31.03.13
Postar um comentário