Google+ Badge

quinta-feira, 11 de abril de 2013

DEVASSA



ÉS DEVASSA

O teu corpo vadio
Entrega-se ao primeiro que acena
E lá tu vais deitar-te
Como se foras uma cadela vadia

És pior do que elas
Ages como animal no cio
Disputando teus machos
Querendo com todos deitar

És pior do que elas
Porque as vadias cobram por tempo
E tu não tens tempo
Nem mesmo para o sexo cobrar

És coelha insaciável
Rio em dias de enchente
Lava borbulhante em erupção
Tsunami destruindo o que encontra pela frente...

Mário Feijó
11.04.13

Postar um comentário