Google+ Badge

quarta-feira, 24 de abril de 2013

POEMAS À MULHER



A MULHER E A LUA

Despudorada como a lua
Que se despia de mais uma fase
E numa entregava-se
Cheia de amor para fazer-se pura
Passou nuvens rosadas do entardecer
Nas suas faces de menina-mulher...

Mário Feijó
25.04.13




NEM PURA NEM SANTA

Fingia-se de pura
Porém nem a bebida contrabandeada
Que ela bebia naquela hora
Tinha algum grau de pureza

Mário Feijó
25.04.13



AMOR CONTEMPORÂNEO

Bebendo tequila
Ela me seduzia
Enquanto por outra
Deixava-se seduzir...

Mário Feijó
25.04.13
 

  


Postar um comentário