Google+ Badge

sábado, 16 de março de 2013

VOCÊ QUER SER ESCRITOR?



¿ASÍ QUE QUIERES SER ESCRITOR?
Charles Bukowski

Si no te sale ardiendo de adentro, a pesar de todo, no lo hagas. A no ser que salga espontáneamente de tu corazón y de tu mente y de tu boca y de tus tripas, no lo hagas.
Si tienes que sentarte durante horas con la mirada fija en la pantalla del ordenador
ó clavado en tu máquina de escribir buscando las palabras, no lo hagas.
Si lo haces por dinero o fama, no lo hagas.
Si lo haces porque quieres mujeres en tu cama, no lo hagas.
Si tienes que sentarte y reescribirlo una y otra vez, no lo hagas.
Si te cansa sólo pensar en hacerlo, no lo hagas.
Si estás intentando escribir como cualquier otro, olvídalo.
Si tienes que esperar a que salga rugiendo de ti, espera pacientemente.
Si nunca sale rugiendo de ti, haz otra cosa.
Si primero tienes que leerlo a tu esposa o a tu novia o a tu novio o a tus padres o a cualquiera, no estás preparado.
No seas como tantos escritores, no seas como tantos miles de personas que se llaman a sí mismos escritores, no seas soso y aburrido y pretencioso, no te consumas en tu amor propio. Las bibliotecas del mundo bostezan hasta dormirse con esa gente.
No seas uno de ellos. No lo hagas. A no ser que salga de tu alma como un cohete,
a no ser que quedarte quieto pudiera llevarte a la locura, al suicidio o al asesinato, no lo hagas.
A no ser que el sol dentro de ti esté quemando tus tripas, no lo hagas. Cuando sea verdaderamente el momento, y si has sido elegido, sucederá por sí solo y seguirá sucediendo hasta que mueras ó hasta que muera en ti.
No hay otro camino. Y nunca lo hubo.

Então você quer ser escritor?  
Charles Bukowski

Se você não tiver uma chama ardendo dentro de você, não escreva. A não ser que seja espontaneamente de seu coração e sua mente e sua boca até mesmo de seu intestino, não faça isso, não escreva.
Se você tem que se sentar por horas olhando para a tela do computador
ou preso em sua máquina de escrever procurando as palavras, não escreva.
Se você fizer isso por dinheiro ou fama, não escreva.
Se você faz isso porque você quer ter muitas mulheres em sua cama, não escreva.
Se você tem que sentar e reescrevê-lo de novo e de novo, não.
Se você ficar cansado só de pensar nisso, não escreva.
Se você está tentando escrever como todos os outros, esqueça. Não o faça...
Se você tiver que esperar para sair brigando com você, espere pacientemente.
Se escrever não te fizer rugir, faça outra coisa.
Se você tem que ler para sua esposa ou para sua namorada, para seus pais ou para qualquer outra pessoa, você não está preparado para se escritor.
Não seja como tantos que se dizem escritores. Não seja como milhares de pessoas que se dizem escritores. Não seja maçante e chato e pretensioso, não consuma a sua disponibilidade. Bibliotecas do mundo inteiro bocejam com essas pessoas. Não seja um deles. Não. A menos que você coloque a sua alma em um foguete, a menos que você possa querer se suicidar, ou praticar um assassinato, não escreva.
Só o faça se você tiver um sol dentro de você queimando seu ventre, caso contrário não escreva.
Quando somos escolhidos, isto vai acontecer por si só e continuará a acontecer até que você morra ou até que esta vontade morra em você.
Não há outro caminho. E nunca houve. Pense nisto antes de se impor como escritor...

Texto adaptado por Mário
Postar um comentário