Google+ Badge

segunda-feira, 18 de março de 2013

VAMOS FICANDO TRANSPARENTES



VAMOS FICANDO TRANSPARENTES

Por que desprezas o meu amor
Tão inclemente és à minha dor
Como inconstante foi a minha vida
Como indiferente a ti, é o meu corpo...

Eu me construí por dentro
Enquanto, por fora, o tempo
Foi cruel e inclemente
Com este corpo que eu carrego

E tu não me olhas
Não me escutas
Tampouco me vês
Sou apenas um belo espírito

Mas quem me olha por dentro?
Quem me ouve de verdade?
Quem me vê além deste corpo
Que agora envelhece?

Mário Feijó
18.03.13
Postar um comentário