Google+ Badge

sexta-feira, 22 de março de 2013

AMOR SEM DESCONFIANÇA



AMOR SEM DESCONFIANÇA

Tenho a impressão de que
As minhas asas cresceram
E que já é chegada a hora
De eu ir embora da Terra

Tudo é tão fugaz
Eu tentei ser feliz
Tampouco consegui
Fazer alguém feliz!

Penso que no etéreo
Eu posso me reconstruir
Tecer um outro corpo
E escolher a quem amar

Não serei um marginal no sexo
Porque há outras formas de reprodução
E na espiritualidade o amor é sempre
Compreendido sem desconfianças...

Mário Feijó
22.03.13
Postar um comentário