Google+ Badge

terça-feira, 5 de março de 2013

NAS CURVASDO RIO



NAS CURVAS DO RIO

É nas curvas que o rio descansa!
É nas curvas que o rio decide
Se fica ou se vai embora!
Assim sou eu

Nas curvas da vida
Paro por instantes
Querendo por ali ficar eternamente
Mas o rio não para

O rio não descansa
Ele só para nos braços do mar
Lagos até podem descansar
Mas os rios têm urgência de chegar

Eu não tenho a pressa dos rios
Porém as águas da vida
Jamais me deixam descansar

Eu até cavo mais as curvas da vida
Querendo que ela seja mais lenta
Porém ela é cruel com meu rosto
Com meu corpo alquebrado
De um menino que não mais sou...

Mário Feijó
05.03.13
Postar um comentário