Google+ Badge

quarta-feira, 25 de abril de 2012

NOITES VIÚVAS







Neste silêncio
Grávido de saudades
Eu entrego minhas dores
À solidão das noites viúvas 

E eu que tinha motivos para sorrir
Agora tenho razões para partir
Mas meu trem não chega
Ou não passa mais nesta estação 

Por que tenho que ficar
Nesta terra tão distante
Neste planeta de privações
Onde as dores prosperam dia a dia 

Não há compreensão
O desamor grassa nos corações
Mãos estendidas? Só as minhas
As outras vivalmas mudaram de rumo... 

Mário Feijó
25.04.12
Postar um comentário