Google+ Badge

quinta-feira, 12 de abril de 2012

AMOR DÓI





Poderia ser diferente
Mas por que só a dor
Tem que prevalecer? 

Eu não entendo o amor
Ele sempre se faz acompanhar
Por momentos de dor
Para só depois se explicar 

Enquanto isto chove
Dentro da minha cabeça
As lágrimas deste amor sentido
Sem sentido, desmesurado, desmentido... 

O que eu faço sem teus toques
Enquanto tu cavalgas por estrelas
Muito além de mim, muito aquém do meu corpo
Que não se contenta só com o ontem
Porque eu te quero presente... 

Mário Feijó
12.04.12
Postar um comentário