Google+ Badge

domingo, 15 de abril de 2012

A NOITE É NOSSA




Por onde andas meu amor
Que tanta dor me deixas
Neste corpo já cansado? 

O que me dói não é a dor
É o vazio de amor
Que a tua falta me deixa 

E tu o que fazes por mim?
Como será que sofres uma ausência
E o que esta ausência gera em ti?
Saudades? 

Bem sei que és presente
Mas um presente ausente
És a dor da dormência 

Então venha e me beija
Só assim eu saberei
Que a noite é inteira nossa... 

Mário Feijó
15.04.12
Postar um comentário