Google+ Badge

sábado, 6 de agosto de 2011

QUANDO O AMOR ACONTECE





Existem culpados
Quando nasce uma flor
Quando cai um relâmpago
Quando muda o tempo
Ou quando brota um amor? 

Se não existem culpados
Para os fatos da natureza
São tudo fatos naturais
Como eu serei culpado
Por querer te amar? 

Só porque você acha
Que eu seja água do rio
Que não corre para o mar
Porque sou água que evapora
Não me queira condenar... 

O amor vê a outra pessoa
E acontece algo inexplicável
Você começa a sofrer por não ser correspondido
Então não queira achar as razões do amor
Não me condene e deixe-me te amar... 

Mário Feijó
Agosto/2011
Postar um comentário