Google+ Badge

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

ÉS PÓ E AO PÓ RETORNARÁS...






Simples assim:
Baixam-se as cortinas
E naquele dia
O palco daquela vida se encerra...

No outro dia sobrará
Apenas uma urna
E dentro dela o pouco
Que ela voltou a ser... pó!

Apagam-se todos os pecados
Todos os erros vividos
Esquecem-se suas traições
E no imaginário geral
O pecador torna-se
O mais puro de todos os santos.

A sua alma vai direto pro céu
Diz o pastor, como se na vida
Aquele pecador tivesse
Passado ao largo de todos os pecados
O individuo jamais cometera qualquer deslize!...

Noventa anos foram vividos
E o defunto em sua rigidez cadavérica
Concorda com tudo passivamente
Ele também pensa que tudo aquilo
É apenas mais um dia de espetáculo
No circo que é a sua família
E manda ao cremador seu pedido:
- Prefiro a carne mal passada...
Enquanto a cortina baixa lentamente... 

Mário Feijó
12.08.11
Postar um comentário