Google+ Badge

terça-feira, 12 de abril de 2011

SERENATA DE AMOR



Hoje eu quero sair por aí
Arrancando todos os possíveis sorrisos
Mesmo que seja somente um esboço
Se você preciso faço cócegas

Não quero lembranças tristes
Não quero saudades amargas
Não quero soluços sufocados
Quero sorrisos rasgados, soltos, gargalhados...

Vou abrir botões de rosas embrulhados
E desembrulha-los pra você com amor
Numa delicadeza difícil de resistir
Faço cócegas também nas roseiras...

Quero seguir os beijos do girassol enamorado
Quero descobrir a rota dos pássaros
E desviá-los para fazerem uma serenata de amor
Convidar o sol para refletir na lua e de lá te espiar...

Sou assim um anjo rebelde
Alterando rotas, alterando rotinas
Por amor a ti, por amor à vida
Por amor e respeito à minha felicidade...

Mário Feijó
12.04.11
Postar um comentário