Google+ Badge

sexta-feira, 22 de abril de 2011

POETRIX XLII a XLV



POETRIX XLII a XLV

PÉROLAS

Uma ostra doente
Disse-me que sofria
Seu câncer a mais bela pérola...

Mário Feijó
22.04.11

ANJOS

Perdi meu tempo
Querendo minhas asas!
Asas de anjos são invisíveis!

Mário Feijó
22.04.11

LUAS

Nas quebradas do mundo
A lua minguante veio sofrida
Havia perdido metade de si...

Mário Feijó
22.04.11

RECADOS AO VENTO

Ontem o vento
Trouxe-me felicidade
Hoje a eternizou...

Mário Feijó
22.04.11

Postar um comentário