Google+ Badge

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

HISTÓRIAS DE AMOR





Todos os dias ao acordar
Eu me sinto uma página em branco
E começo a fazer algo de útil
Para que minhas páginas registrem...

Minha avó era Felicidade
E mesmo aos noventa anos
Enchia suas páginas de assovios
Melodias que ficaram escritas em minhas páginas...

Hoje eu encho minhas páginas
Com a luz dos meus olhos
Porque no dia que esta luz se apagar
Ela continuará brilhando nas lembranças dos que me amam...

Tive um amigo que aos 22 anos já era viúvo
Aos trinta perdeu mais uma filha e avó num acidente aéreo
Tomava remédios para dormir e acordar e aos trinta e dois
Todas as suas páginas foram encerradas...

Então eu quero música em meus dias
Sol e luz mesmo em dias de chuva
Flores em todos os lugares, e páginas
E mais páginas com histórias de amor...

Mário Feijó
13.08.10
Postar um comentário