Google+ Badge

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

EM TAÇAS DE VINHO TINTO







Tão linda e jovial era ela
Eu não podia chegar
E “sair matando”...

Levei-te um vinho
Para te ensinar
A beber em meus lábios...

Feito rosa que se entrega
Ao seu beija-flor
Você foi se entregando...

Quando entrou naquela banheira
Cheia de sais de banho
E uma essência de jasmins...

Eu te apertei em meus braços
E numa entrega total toquei teu corpo
Primeiro lentamente, depois ansiosamente...

Senti teu corpo arfar dentro de meus braços
Como se você estivesse em transe
Esperando uma torrente de beijos
No tilintar das nossas taças de vinho tinto...

Mário Feijó
15.08.10
Postar um comentário