Google+ Badge

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

HERÓIS E CASTELOS

HERÓIS E CASTELOS

Eu aprendi desde criança
A não construir castelos
E meus heróis eram todos
Frágeis e de carne e osso

Os castelos desmoronavam
Muito facilmente com um sopro
Com um vendaval ou com uma chuva
E meus heróis eram todos egoístas e covardes

Tive que ser forte para não ser destruído
E os que deveriam ser meus heróis
Eram muito mais frágeis que eu

Hoje eu descubro que nada mais tenho
Que uma carruagem que se transforma
Em abóboras ou cinzas
E eu há muito tempo virei sapo em meus sonhos

Mário Feijó

01.11.14
Postar um comentário