Google+ Badge

terça-feira, 14 de outubro de 2014

À NOITE

À NOITE...

Na cama o gato ronronava
Eu olhava a lua uivando
Agradecendo pelo calor
Que o seu corpo emanava

O gato que ao dia branco era
À noite mudou de cor
- à noite, todos os gatos são pardos –
Não sei se era este o caso

Há controvérsias entre o céu e o inferno
Mas eu me perco pensando
Nos gatos de Alice mesmo o meu país
Não sendo aquela maravilha

Mas estava encantado
As nuvens despencavam numa chuva torrencial
Talvez por inveja, a lua chorava
Enquanto na cama o gato meu corpo aquecia...

Mário Feijó

14.10.14
Postar um comentário