Google+ Badge

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

POR DO SOL

POR DO SOL

Na terra de Casimiro
Uma brisa fresca toca a minha pele
Enquanto embaixo das figueiras
O bem-te-vi saltou sobre meu poema
Querendo ser imortalizado nesta escrita

Barra de São João é um pedaço de paraíso
Em que o Cristo Redentor espalhou
Suas graças a todos os recantos do Rio (de Janeiro)...

As gaivotas e as garças
Em voos rasantes pousam
Para descansar poesia nas plantas ribeirinhas
E nos igarapés do rio São João

Bênçãos caiam nos raios de sol
Enquanto a mineira Eni
Servia-me um filé de cherne
Assado sobre um fogão à lenha...

Mário Feijó

29.09.14 
Postar um comentário