Google+ Badge

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

TUA INSENSATEZ





Quando você diz
Que eu não posso te amar
É o mesmo que me dizer
Para não me alimentar... 

E se queres que eu morra
Faça isto comigo
Proíba-me de respirar
Proíba-me de ir e vir... 

Mas também diga
Que eu não posso beber
Que eu não posso te ver
Nem tampouco olhar o mar... 

Meu insensato coração
Não irá entender
E parará de bater
Tudo isto por quê?
Eu ainda amo você... 

Mário Feijó
26.09.11
Postar um comentário