Google+ Badge

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

ANTES E AGORA


ANTES...

Antes eu conseguia juntar os pedacinhos
e voltar a ser eu.
Impossível, agora. Como conseguir reconstituir-me
se me falta você?

(J. G. de Araújo Jorge)



AGORA E ANTES 

Antes o poeta não
Conseguia se reconstituir
Porque lhe faltava você
Agora o poeta aprendeu 

Que a sua felicidade
Não depende de outro ser
Ela está dentro de nós
Precisamos ser felizes em primeiro lugar... 

Não devemos depender de nada
Nem tampouco de alguém
Para construir nosso caminho
E nossa felicidade... 

Agora o poeta sai pelo mundo
É feliz vendo as estrelas
Inteirando-se com o mar
Aspirando o perfume das flores... 

Agora o poeta sai a sonhar
Não depende dos sonhos de ninguém
Só depende da sua própria vontade
Descobriu que algumas mulheres o faziam chorar... 

Agora o poeta sai pelo mundo
Joga conversas ao vento
Beija-flores e troca com elas segredos
Agora o poeta ganhou o mundo e partiu...


Mário Feijó
22.09.11
Postar um comentário