Google+ Badge

domingo, 29 de março de 2015

MUDANÇA DE ESTAÇÕES

MUDANÇA DE ESTAÇÕES

Nem bem o verão se foi
Ando a desfolhar-me
Ganhando resistências
Para o inverno que virá

Perco pétalas
Em cada sopro do vento
Olhos desbotados
Em folhas amareladas

Ainda sinto o cheiro da maresia
Que se impregnou
Na minha pele amorenada

Beijo em tua boca o salitre
Da água do mar
Como se fosse colibri
Procurando teu colo...

Mário Feijó

29.03.15
Postar um comentário