Google+ Badge

domingo, 22 de março de 2015

APRENDENDO A SOBREVIVER

APRENDENDO A SOBREVIVER

Hoje eu senti saudades
Do que eu fui ontem
Porém que fui
Eternizei você em mim...

Agora estou forte
Teu corpo foi-se
Mas a tua alma
Está aprisionada em mim...

Aprendi a sobreviver de lembranças
As saudades salvam buracos negros
Que marcam e latejam...

Eu aprendi a ser feliz
Basta que o sol clareie meu dia
Basta que eu acorde pela manhã
E aspire no travesseiro
O cheiro que ali deixaste...

Mário Feijó

22.03.15


Postar um comentário