Google+ Badge

domingo, 7 de dezembro de 2014

VESTINDO-SE DE NOIVA




VESTINDO-SE DE NOIVA

Envergonhada
A lua tentava
Esconder-se
Atrás das árvores

Eu já a tinha visto
Enrubescida
Distante
Tentando não aparecer

Discretamente eu a espionava
Enquanto ela ao luar
Banhava-se encantada
Para depois vestir-se de mármore

Mário Feijó

07.12.14
Postar um comentário