Google+ Badge

sexta-feira, 22 de junho de 2012

AMOR QUE NÃO ACABA


AMOR QUE NÃO ACABA 

Eu poderia ter ascendido aos céus
Mesmo assim de lá não esqueceria
Os mais belos momentos de amor
Que já passei contigo 

Cada segundo
Cada fração de tempo
Ficou impregnado na memória
E me fez pensar que és meu sol 

Eu apenas giro ao teu redor
Como se fora um satélite
Que precisasse da tua luz
Para poder existir 

E nas horas que a tua luz se ausenta
Eu sou apenas penumbra na noite
Sou tarde fria e lamacenta
E só por ti sou terra fecunda... 

Mário Feijó
22.06.12
Postar um comentário