Google+ Badge

sábado, 18 de dezembro de 2010

NA CASA DE VOVÓ




Em meus pensamentos
Ainda corro descalço na rua
Nos dias de chuva
Brincando nas poças d’água

Ainda lembro do quintal
Onde haviam bananeiras, abacateiros
E no fundo o cafezal colorido

Era a casa da minha avó
E lá eu tinha um universo inteiro
Eu nem imaginava que havia
Um outro mundo além deste recanto

Hoje eu abro esta capsula de felicidade
Para lembrar o quanto fui feliz
No quintal corriam galinhas, patos,
Marrecos, perus e pombos

Eu nunca precisei de muito
Para que pudesse ser feliz
Hoje estou perdido num centro cosmopolita
Onde ninguém se conhece e
Nem eu mesmo sei quem sou...  

Mário Feijó
18.12.10
Postar um comentário