Google+ Badge

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

ONTEM EU TE DESEJEI



ONTEM EU TE DESEJEI

Ontem eu te desejei
Tão intensamente
Tão fortemente
Que se fosses maçã
Eu te comeria as sementes
Sem medo do pecado...

E pelo mundo eu gemi
Como se fosse fera enjaulada
Eu queria da jaula fugir
E se chegasses perto
Eu te devoraria todas as carnes
Quiçá roeria os teus ossos...

Ontem eu te desejei
Mas agora o desejo foi sumindo
Eu me tornei terra árida
Que de tão árida virei sonâmbulo
Gritei em silêncio e acabei me perdendo
Fiquei dentro de mim perdido
Só porque ontem,
Ontem eu te desejei...

Mário Feijó
23.02.13
Postar um comentário