Google+ Badge

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

O SAPO E A ONÇA PINTADA



O SAPO E A ONÇA PINTADA

Debruçada na janela
A menina dizia
Não ter medo da onça
Que do outro lado lhe espreitava...

Disfarçada de menina
Há muito que era mulher
Quieta relutava entre
Um sonho e um desejo...

Sonhava com beijos
Como nas fábulas de menina
Onde um príncipe arrebatador
Viesse e lhe roubasse todos os medos

Eu estou há tempos
Esperando que ela me visse
Tão sapo me sinto
Mas ela insistia no príncipe...

Mário Feijó
11.02.13

P/ a amiga Su Aquino de Mato Grosso...
Postar um comentário