Google+ Badge

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

ESQUECENDO DE MIM



ESQUECENDO DE MIM

Parece que tudo parou
Faz três dias que olho para o céu
E a lua crescente continua no mesmo lugar
Fico com a impressão que não cresceu
Está vazia feito eu...

As pessoas continuam suas vidas
O vento é o mesmo
Gemendo em minha janela
Como se me cobrasse uma reação

Parei de ter expectativas
Cansei de tudo, até de sofrer
Então tudo parece também parar
Feito a lua permanente no céu

Só minha velhice continuou a toda velocidade
Eu ganhei mais rugas
Os cabelos encanecem
E a minha memória quer
Que eu esqueça de mim...

Mário Feijó
19.11.12
Postar um comentário