Google+ Badge

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

SUAVE






Sopra o vento
Apenas sopra
Suavemente
Como se fora
Asas de inseto
Abanando a flor
Que desvirginada
Entrega seu pólen  

Enquanto isto
No jardim
O colibri volúvel
Beija todas as flores
Delicado, suave... 

Mário Feijó
07.11.11
Postar um comentário