Google+ Badge

domingo, 13 de novembro de 2011

OS VENTOS ME COMPREENDEM






Lembra quando eu
Conversava com a passarinhada?
Pois é! Agora esqueci
Só guardei deles o sotaque 

Os ventos me entendem
Enquanto as ondas
Debatem-se querendo
Chamar a minha atenção 

A natureza me entende
As pessoas não
A natureza entende a vida
E as pessoas nem da morte 

Sorte dos pássaros
Que tudo aceitam
Sorte dos ventos
Que me compreendem


Mário Feijó
13.11.11
Postar um comentário