Google+ Badge

terça-feira, 8 de novembro de 2011

JOGO PERIGOSO





Depois que aprendi a amar
Descobri que não viveria
Mais sem teu amor 

E descobri que teu toque
Incendeia a floresta úmida
Que é o meu corpo 

Eu também descobri
Que as tuas digitais
São imprescindíveis
Na minha pele
E que o meu sangue
É combustível de amor 

Você faz um jogo perigoso
Quando tenta me seduzir
Para logo em seguida
Fazer-se bela e adormecida 

Depois eu também descobri
Que o teu corpo rejuvenesce
A minh’alma menina esmorece
Ao simples toque do teu olhar... 

Mário Feijó
07.11.11
Postar um comentário