Google+ Badge

terça-feira, 8 de novembro de 2011

SESSENTA ANOS EM SESSENTA SEGUNDOS






Era tão macia e quente
Que mais pareciam
Lábios molhados ardentes
Excitados ao toque do amor 

E da tua boca
Apenas um sussurro saia
Temendo acabar o encanto
Que se escondia no silêncio 

Mas era um amor consentido
Onde pouco tempo depois
Apresentou a cobrança
Daquele consentimento 

E o menino saciado
Descobrira o sexo
Quando lhe disseram:
Você vai ser papai! 

Mário Feijó
07.11.11
Postar um comentário