Google+ Badge

sábado, 24 de abril de 2010

TENHO AMOR NO PEITO


E um novo dia abriu-se
Sob a luz do sol
Vi as flores todas no jardim
Fazendo o mesmo:
Reverenciando a vida...

Os pássaros gorjeavam
O mar batia cadenciado
E o vento soprava na janela
Venha! Esteja conosco nesta festa...

Só então eu entendi
Que não havia motivos
Para a minha tristeza
E uma possível depressão

Temos que agradecer a vida
Ser feliz compete a cada um
Lutar e vencer! Querer e conseguir!
E eu sei que posso! Tenho o amor no peito...

Mário Feijó
24.04.10
Postar um comentário