Google+ Badge

segunda-feira, 1 de março de 2010

É O AMOR...



Quem chega mansamente
Como se fosse um felino no cio
Levado somente pelo feronômio
Em busca do amor?

Quem é que chega
No silêncio da noite
Espreguiça-se em minha cama
E soturno, calado espera por mim?

Quem chega quando o sol se vai
Parecendo a brisa marinha noturna
Tocando meu corpo adormecido e quente
E causa nele arrepios incontroláveis?

É o amor que pensei ter-se ido
Quando meus cabelos encanecidos
Não mais pensavam que receberiam
As tuas delicadas mãos acariciando minha cabeça
Dizendo ao meu corpo que eu estou vivo...

Mário Feijó
01.03.10
Postar um comentário