Google+ Badge

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

LÁBIOS QUE MURMURAM...

Quem somos nós para julgar
Atitudes desesperadas
Desatinos de seres humanos
Se não somos seres perfeitos?

Quem somos nós
Para falar de abandono
De um amor desmedido
E de solidão?

Quem somos nós para saber
O que está dentro da cabeça
De um ser humano que às vezes
Pede socorro e nós não vemos?

Como vamos condená-los
Por atitudes desesperadas?
Temos somente que tentar compreender
E dentro do possível estender as mãos
Ser o ombro solidário
E braços amigos estendidos...

Quando não conseguimos entender
Pelo menos temos que aceitar escolhas
Irradiar amor e fazer orações
Pedindo apoio aos anjos de luz que os amparem...

Que neste momento sejamos
Lábios que oram
Braços que abraçam
E bocas que murmuram preces...

Mário Feijó
23.02.2010

Comentário: A filha de uma amiga nossa suicidou-se e ela me pediu um texto para ler em sua missa de 30 dias... foi isto o que saiu...
Postar um comentário