Google+ Badge

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

CHAME UM MÉDICO

Você me maltrata
Diz que eu te persigo
Que todos te odeiam
Que é melhor que todo mundo
E por vezes diz que me ama...

– És psicótica –

Há dias em
Que és uma dama
Depois misturas remédios
Com todas as bebidas
Pronto! Já sais da “casinha”...

– És psicótica –

Noutro dia já não lembras de nada
E queres fazer amor comigo
Eu estou bravo contigo
Porque não te reconheço mais...

– Tenho certeza! És psicótica –

Pensei que te amava
Mas vi que me enganava
Como enganavas a mim
A tua realidade
Chame correndo um médico
És neurótica... ou quem sabe até...

– Já és psicótica –

Mudaste todas as óticas
O teu mundo não é mais o meu
És o caos (dentro da minha ótica)
Neurótica... talvez psicótica...

Mário Feijó
24.02.10

Comentário: Estou lendo um livro (quase terminando) de um amigo aqui do Recanto - Roberto Pelegrino, chamado O CAMINHO DE DAVI - que trata do assunto e eu lembrei de coisas pelas quais já passei na vida com algumas pessoas, resolvi brincar com o assunto e na hora escrevi como se fosse uma letra de música, um rap, uma daquelas músicas bem humoradas que o Eduardo Dusek cantava...
Dizem que de médico e de louco, todos temos um pouco... Só que tem que tomar cuidado para não viver fora da realidade, quando isto acontece, só terapia ou médico resolve... risos!
Postar um comentário