Google+ Badge

domingo, 29 de novembro de 2009

TEMPOS DE AMOR



Eu nunca planejei amar alguém
O amor sempre me pegou desprevenido
Algumas vezes eu amei platonicamente
E em outras pensei que era amor: era tesão...

Algumas vezes o amor que chegou
Era pura paixão: eu quase ficava louco
Pensando naquela pessoa e em algumas
Saia pelas ruas a procurá-la...

Nunca aconteceu de eu olhar para alguém
E pensar: é esta pessoa a quem eu vou amar
Não daria certo, eu não sou de planejar amor
Então eu deixo a vida me levar e vou amando...

Foram poucas as vezes que eu amei
E pensei estar sendo amado
Eu penso até que era a pessoa gostar
De estar sendo amada e deixar o amor levar...

Mas eu jamais deixarei de amar
Eu amo amigos, amo família, amo pessoas
E por muitas que eu vejo eu sinto tesão
Que às vezes até penso ser amor...

A vida tem dessas coisas
Mas não devemos desistir
De viver nossos bons momentos
E temos que insistir: o tempo do amor é hoje
Viver é o tempo que temos para amar
Então por que esperar????

Mário Feijó
29.11.09
Postar um comentário