Google+ Badge

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

DESEJOS ESPÚRIOS



Vejo teu corpo jovem
Saudável, cheiroso, gostoso
E lembro do tempo
Em que eu podia tocá-lo

Feito benção sem pecado
Até que a luxúria
Tomou conta de mim
E desejos espúrios me levaram a você...

Foi-se embora o pecado
Ficou o teu gosto de primavera
Botões se abrindo – aflorando –
Quando eu só pensava nos teus espinhos...

Quisera não me machucar
E não ferir tua pureza
Mas como poderia eu
Resistir à tua beleza?

Mário Feijó
16.11.09
Postar um comentário