Google+ Badge

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

VAGALUMES NO ESCURO

PISCANDO NO ESCURO

Góticas são algumas catedrais
Catedráticos são alguns profissionais
Uns são estrelas no palco
Outras brilham no céu

Porém há estrelas também no mar
Sem brilho, mas vivas
Assim como eu que
Não estou nas praias, nem no ar

Tenho um brilho fosco
Apenas um lume no escuro
Vagalume que ao dia
Passa pela vida despercebido

Se está escuro luminescente sou
Num universo cheio de estrelas
Sou apenas mais uma pequenina
Acendendo, apagando, acendendo, apagando...

Mário Feijó

12.09.14
Postar um comentário