Google+ Badge

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

FILHOS DO MUNDO



FILHOS DO MUNDO

Algumas vezes eu fico imaginando
Quem sofrerá depois que eu partir
Não vejo dor, nem tampouco lágrimas
Nos olhos de alguém, fico feliz

Sinto que alguns nos preferem longe
Pensam que foram concebidos
Talvez pelo Espírito Santo e o meu coração
Não mais sangra diante da indiferença

Estou aprendendo a lidar com a rejeição
Apesar de não ter desejado uma dúzia de filhos
Os que tive amo igualmente

Alguns netos tornaram-se filhos
Substituindo aqueles que eu não pude
Dar amor o bastante e não me compreenderam
Eu torço pela felicidade deles: são filhos do mundo...

Mário Feijó
29.08.14
Postar um comentário