Google+ Badge

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

PÁSSARO FERIDO

PÁSSARO FERIDO

Eu lamento todos os dias
Os amores perdidos
Sejam eles filhos ou parceiros
Que voaram feito pássaros

Eu aprendi a respeitá-los
A respeitar seus novos amores
A respeitar seus novos vôos

Afinal todo pássaro
Um dia se empluma
Bate as asas e abandona o ninho

Ficam somente aqueles
Que têm suas asas cortadas
Que querem comida no bico
Ou que estão felizes na gaiola...

Mário Feijó

15.09.14
Postar um comentário