Google+ Badge

sábado, 26 de abril de 2014

PÁSSARO FERIDO





PÁSSARO FERIDO

Eu sou um pássaro solitário
Que voa sem destino
Sou levado por instintos
E por momentos de amor

E se tenho a alma ferida
As asas quebradas
Passo pela vida
Tentando não reclamar

Minha experiência telúrica
Faz-me pensar por horas
Que não sou carne frágil
Mas um anjo caído na terra

Há dentro de mim o desejo de voar
A solidão do elo perdido
Fazendo-me pensar que sou
Apenas um pássaro ferido...

Mário Feijó
26.04.14
Postar um comentário