Google+ Badge

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

TEMPO DE PLANTAR SONHOS



TEMPO DE PLANTAR SONHOS

Todos os dias eu semeio e rego
Novos sonhos que cultivo
Alguns morreram com o dia que passou
Outros foram devorados por pássaros
Que teimam em rodear meus pensamentos

Eu não desisto de plantar novos sonhos
Afinal o universo tem milhões de anos
E eu sou nele apenas uma célula irrequieta
Com alguns poucos anos de vida!

Há muito tempo para a eternidade
É nela que levarei meus sonhos
É nela que cultivo o meu ser
Porque desta passagem eu só levarei o que plantei

Todos os dias eu me renovo
Renasço das cinzas
Levanto, sacudo a poeira
E dou a volta por cima...

Mário Feijó
21.01.14
Postar um comentário