Google+ Badge

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

LÁGRIMAS QUE IRRIGAM A TERRA



LÁGRIMAS QUE IRRIGAM A TERRA

Agora que um novo dia clareou
Parece-me que é outro sol
O que brilha lá no céu

Já não é o mesmo país
Este que agora eu piso
Nem o mesmo lugar
Tudo muda... é um novo dia!

Quando eu olho para os campos
Vejo a bruma e o gado que pasta
Nos prados do sul porém o sol
Parece um outro sol
As árvores parecem mais verdes
E as pessoas mais alegres...

Parece que nesta terra
Vale a premissa do “tudo que se planta dá”
Enquanto além da fronteira
Tenho a sensação de que
Vamos esperar que os pássaros semeiem
E que as nossas lágrimas irriguem...

Mário Feijó
08.01.14
Postar um comentário