Google+ Badge

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

SOMENTE O CÉU É O LIMITE



EM BUSCA DAS ESTRELAS

Algumas pessoas
Fecham-se para a vida
Como se fossem ostras
Querendo se proteger das ondas do mar

Outras têm medo de se abrir
Como se fossem botões
Que têm receio de se machucar
Nos espinhos da roseira

A vida é para ser vivida
E temos que sair do nosso cercado
Sem sustos e sem medo
Braços abertos ao vento

Ao longe estrelas brilham
Nos campos os lírios perfumam
Devemos correr em busca das estrelas
Porque só o céu nos limitará...

Mário Feijó
14.01.14
Postar um comentário