Google+ Badge

domingo, 5 de janeiro de 2014

FORNALHA



FORNALHA

Embaixo de tantas cinzas
Havia uma pequena brasa
Foi quando alguém jogou gasolina
E das cinzas renasceu a Fênix

Bastou um sopro
Para que lágrimas quentes
Tentassem apagar o fogo
Porém elas não passavam
De lenha seca na fornalha...

Mário Feijó
05.01.14  
Postar um comentário