Google+ Badge

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

NEVE, NAVES E GAT(UN)OS



NEVE, NAVES E GAT(UN)OS


Embaixo da nave
O vento que sopra
Embaixo da neve
O frio que se guarda

Embaixo da terra
Um corpo sucumbe
Em cima do chão
Pés machucados

E a nave passa
O vento virou brisa
E a neve derrete
Sob o sol que se mostra

Sobraram crianças desabrigadas
Gente no telhado feito gato
Protegendo tudo que é seu
Dos gatunos oportunistas

Mário Feijó
30.08.13
Postar um comentário